2º dia – Valle de La Luna

“A câmera não faz diferença nenhuma. Todas elas gravam o que você está vendo. Mas você precisa VER!” –Ernst Haas

Depois de passar a primeira parte do dia nas belíssimas lagunas mal tive tempo de almoçar para pegar o ônibus da agência para o próximo destino, o famoso Valle de La Luna.

Valle de La Luna

Localizado a aproximadamente 10 km do centro de San Pedro, em uma depressão pré-andina conhecida como Cordilheira de Sal, o Valle de la Luna é a uma das atração mais visitadas da região. O local recebeu este nome por causa de sua superfície ser muito semelhante com a lunar, parece até cenário de filme. O complexo possui várias atrações e recomenda-se no mínimo meio dia para explorar todo o local com calma e apreciar suas belezas: Sandero Duna Mayor, Anti Teatro, Los vigilantes (Três Marias), Minas de Sal e o Cânion.

O primeiro destino é o topo de uma das montanhas, que mais parece uma duna gigante, chegando ao topo é possível ter uma visão mais ampla do vale, a subidinha, não é muito difícil mas a altitude aumenta a dificuldade, então não tenha presa, suba devagar e leve bastante água, ela ajuda a aliviar a sensação desconfortável da combinação altitude e clima muito seco.

Três Marias

Chegando no topo a paisagem impressiona, a cor branca predomina tornando a vista bastante surreal o que acaba estimulando ainda mais a nossa imaginação.

O dia estava lindo, porem com muitas nuvens no céu sinalizando que até o final do dia tudo iria mudar. O Valle de La Luna possui um tipo diferente de beleza, pois não se vê uma plantinha, um lago nada, apenas uma imensidão de montanhas que lembram bastante as imagens que vemos da lua.

Cavernas no cânion

Depois da caminhada pelo vale pegamos a estrada rumo ao cânion. A visita começa com uma breve caminhada pelas Quebradas del Cari no meio da Cordilheira de Sal. Durante o trajeto, a gente vai contornando, de pertinho, as múltiplas formas das enormes paredes de sal dessa Cordilheira. Onde é possível observar o efeito das chuvas nas rochas.

Em seguida, uma parada no cânion das Cuevas del Sal.

A caminhada até o topo dos cânion requer algum preparo psicológico para enfrentar um trecho claustrofóbico, já que é preciso atravessar áreas bem estreitas e pequenas cavernas.

Valle da Muerte

Saindo do cânion seguimos para o Valle da Muerte, curiosamente segundo nosso guia o vale recebeu este nome por um erro de tradução, o nome original era ‘Vale de Marte’ dado por um padre belga, porem um grupo de cientistas compostos majoritariamente por alemães e franceses, passaram um tempo trabalhando na região e como não entendiam muito bem espanhol eles entenderam que o mesmo se chamava Valle da Muerte e assim colocou em todos os seus registros de pesquisa e o nome ficou. O vale ‘sofre’ o mesmo efeito do Valle de La Luna, olhando a paisagem você realmente tem a impressão de estar andando pelo planeta vermelho.

É quase impossível ver o fim do mar de vermelho, formando cânions, dunas e precipícios. Depois de um tempo caminhando por lá seguimos para a Pedra do Coiote, formação geológica que lembra muito a esse simpático animal, se tem uma vista esplendorosa, segundo o guia de 600 km de amplitude, desde o segundo vulcão mais alto dos Andes, até o os mais ao sul do Apagado, passando por 57 vulcões da região, que incluem o muito elegante Licancabur*, que está a poucos quilômetros da fronteira boliviana. Uma sensação maravilhosa e especial, que nunca antes tive em minha vida, com semelhante amplidão visual. Se pode ver na sua total extensão o salar, considerado o segundo salar maior do mundo.

O por do sol na Pedra do Coiote é espetacular! Neste dia em particular o tempo fechou ao longe, então de um lado tínhamos um lindo por do sol e do outro uma tempestade de raios no topo de um dos vulcões, infelizmente não consegui fotografar os raios, com isso fechamos o dia com um gostinho de quero mais e apesar do cansaço.

 

Valores:
Passeio 10.000CLP / Entrada 3.000CLP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s