5º dia – Salar de Tara

“Enquanto que o desenhista começa pelo centro da folha, o fotógrafo, principia pela moldura.” –J. Szarkowski

Último dia em San Pedro de Atacama destino? Salar de Tara, passeio de um dia inteiro. Mais uma vez a agência foi me buscar na porta do hostel no inicio da manhã, fomos em um grupo bem pequeno 4 pessoas além do motorista. Este foi o passeio mais longo desta parte da viagem, pois são praticamente duas horas de estrada para chegar lá e duas horas para voltar. E na estrada passaríamos pelo ponto mais alto de toda a viagem: 4.800m acima do nível do mar.

Saímos de San Pedro de Atacama um pouco antes das 7hs da manhã e pegamos a estrada rumo ao Salar a estrada sempre nos presenteava com uma paisagem novo e belíssima, paramos em um mirante para tomar café da manhã quase a sombra do Licancabur. Nessa parada o sol já estava nos aquecendo e deixando a paisagem ainda mais linda. Passamos por diversos lagos formados pelo derretimento da neve nas montanhas da região, e vimos muitos flamingos pelo caminho.
Continuar lendo

4º dia – Laguna Cejas + Tebenquinche + Ojos del Salar

“Fotografar é imortalizar um momento único, ao qual não se poderá mais voltar, senão através daquele registro. Nada mais que um simples clique, um momento, um único e eterno registro.” –Autor Desconhecido

Quem me conhece sabe que eu não sou o tipo de pessoa que gosta de ficar ‘moscando’ em lagos, mas me falaram tão bem da vista do lugar que resolvi pagar para ver. Afinal depois de 3 dias e meios bem puxados eu precisava de um passeio mais tranquilo.

A primeira parada deste tour é na Laguna Cejas, ela fica há cerca de 30 km de San Pedro de Atacama e devido a alta taxa de salinidade da água ela ganhou o apelido de “Mar Morto sul-americano”. Sendo assim, quem se habilita a mergulhar em suas águas não afunda. Suas margens estão cristalizadas pelo sal e a água é verdinha, a laguna é cercada por matinhos dourados e podemos ver ao fundo o vulcão Licancabur, figura constante nos tours da região.
Continuar lendo

4º dia – Geysers del Tatio + Machuca

“O escritor e o fotógrafo utilizam as mesmas ferramentas, mas enquanto um descreve uma imagem com mil palavras o outro descreve mil palavras com uma imagem.” –Jefferson Luiz Maleski

A agência me buscou pontualmente as 4 da manhã (parte mais difícil do tour), sai do hostels bastante sonolenta para enfrentar a estrada. Depois de pegar todos os passageiros o guia fez uma rápida explicação sobre como seria o tour, e nos alertou que subiríamos rapidamente até 4.321 metros de altitude (San Pedro fica a 2.400), e que para não sofrermos os efeitos da altitude deveríamos respirar profundamente e tomar pequenos goles de água durante o trajeto, sendo que a agência já tinha me orientado que para evitar o mal-estar de altitude/soroche, era recomendado não tomar álcool nem comer carne vermelha na véspera. A viagem não durou mais que uma hora.
Continuar lendo

3º dia – Yerbas Buenas + Valle Arcoíris

“Fotografar é conseguir captar o que existe atrás do que se vê com os olhos…é ver através de uma parede invisível….” — Autor Desconhecido

Começamos o passeio pelos Petroglifos (desenhos feitos em rochas pelos nativos do Atacama e que em alguns casos têm mais de 13.000 anos) e Yerbas Buenas, onde nosso guia nos deu muita informação sobre a cultura atacameña e também vimos os petroglifos, junto com outras artes feitas pelo povo do Atacama milhares de anos atrás. Continuar lendo

2º dia – Valle de La Luna

“A câmera não faz diferença nenhuma. Todas elas gravam o que você está vendo. Mas você precisa VER!” –Ernst Haas

Depois de passar a primeira parte do dia nas belíssimas lagunas mal tive tempo de almoçar para pegar o ônibus da agência para o próximo destino, o famoso Valle de La Luna.

Valle de La Luna

Localizado a aproximadamente 10 km do centro de San Pedro, em uma depressão pré-andina conhecida como Cordilheira de Sal, o Valle de la Luna é a uma das atração mais visitadas da região. Continuar lendo

2º dia – Salar de Atacama + Toconao + Lagunas Altiplánicas

“A natureza é grande nas coisas grandes e grandíssima nas pequeninas.” –Saint-Pierre

Reserva Nacional Los Flamencos

Nada como acordar as 5 da manhã nas férias! 😀
O sol nem tinha aparecido mas achei melhor levantar e tratar de me preparar para a aventura do dia. Conferir se tudo estava na mochila, protetor solar, câmera fotográfica, bateria extra, cartões de memória, barrinhas de cereais, óculos escuros, chapéu, fone de ouvido (não vivo sem música) e pegar mais água.
Continuar lendo

1º dia – Chegando no Chile

“A verdadeira arte de viajar… A gente sempre deve sair à rua como quem foge de casa, Como se estivessem abertos diante de nós todos os caminhos do mundo. Não importa que os compromissos, as obrigações, estejam ali… Chegamos de muito longe, de alma aberta e o coração cantando!” — Mario Quintana

A viagem para Calama foi bem tranquila, na saída do aeroporto tem dezenas de pessoas vendendo ‘passagens’ para San Pedro então a primeira coisa que aprendi que transporte precisa ser pechinchado. O preço oferecido era de 12.000CLP, cada sentido, fechei por 10.000CLP.
Screen Shot 2016-08-25 at 11.53.44 AM

Continuar lendo

Roteiro: Chile -> Bolívia -> Peru

Rio de Janeiro
1º dia – Começa a viagem, meu vôo vai para Calama/Chile e de lá sigo para San Pedro de Atacama são cerca de 100km que podem ser feito de ônibus a partir do aeroporto.

San Pedro de Atacama – Chile
Agendei o pacote abaixo com a “Turismo Layana“, achei mais fácil deixar tudo marcado dado tudo que quero fazer versus o número de dias disponíveis. O valor total ficou em CLP 162.000 para os passeios e CLP 45.000 de ingressos nos parques.
Continuar lendo